Bem vindo 2018

Hey pessoinhas, tudo bem com vocês?

Primeiro dia de 2018 e aqui estou, mas dessa vez não vim prometer ou me desculpar… Bom conversar e abrir esse coraçãozinho e talvez inspirar vocês aí do outro lado da tela, aqui vai o meu “textão” de início de ano.

Um ano novo vem como um livro novo de uma saga antiga, você não pode apagar as histórias passadas mas tem um enredo todo novo para desvendar com novas aventuras, novos mistérios e novos aprendizados. Você sente o cheiro das folhas novas e a capa te convida a depositar novas esperanças e a encarar o desconhecido.

Repensamos o que já vivemos e começamos a imaginar o que queremos ser e o ano novo – mais do que qualquer outro dia – nos traz a esperança de que as coisas possam mudar ou melhorar. Mas mais do que isso, ele também nos trás as promessas e metas que não cumprimos, as coisas que desejamos e não conseguimos, tudo que perdemos e as lágrimas que deixamos cair… Eu prometi tanto a vocês e a mim mesma, mas não consegui cumprir e aí fica aquela velha sensação de vazio no peito, aquela sensação de incompetência.

Mas por quê é que nos agarramos tanto a negatividade? Por que ela parece tão mais próxima do que a positividade?

Talvez seja nisso que erramos durante o ano todo ou durante uma vida. Nos agarramos a coisas que nos fazem afundar e nos esquecemos daquilo que nos dá asas, nos esquecemos te ter esperança e então no último dia do ano nos agarramos novamente a ela esperamos que as coisas melhorem. Fazemos mais promessas e traçamos mais metas, as vezes nos iludimos com isso.

Eu prometi a mim mesma que em 2018 não faria mais promessas, mas tem uma pequena que talvez valha isso. Minha promessa para esse ano é ser grata, me agarrar as pequenas coisas, porque por mais que você tenha tido um dia ruim, existe algo nesse dia pelo qual você é grato. Talvez um “Eu te amo” ou “você está linda”, o sorriso de alguém que você ama, o carinho e o apoio… Existem tantas pequenas coisas que nos esquecemos na correria do dia a dia. Então ser grata é a minha promessa e minha maior meta nesse ano.

E é simplesmente isso que desejo a vocês:

Desejo que vocês se agarrem as pequenas coisas que te fazem feliz, que vocês sejam gratos e que isso faça a diferença. Hoje sou grata por vocês não terem desistido de mim mesmo com tanta enrolação e com tantos sumiços, então eu peço que não desistam de vocês… Não desistam de tentar, mesmo quando as coisas parecerem não ter solução, não desistam de serem vocês mesmo e se agarrem aquelas pequenas coisas. 

Que esse ano nos traga luz, amor e muita força. 

Sejam valentes.

Um feliz ano novo.

Beijinhos, Suelen Candeu.

Anúncios